A Expodireto Cotrijal 2012 – Feira Internacional, realizada de 5 a 9 de março, em Não-Me-Toque/RS, confirmou-se como uma das maiores e mais importantes do agronegócio. Palco para relevantes debates envolvendo temas como seguro agrícola e irrigação, também mostrou aos agricultores que a união de esforços é capaz de superar crises e momentos difíceis, como o vivido pelo Rio Grande do Sul no início de 2012 em função da quebra de safra provocada pela seca, reafirmando a força do campo.

Com público de 185,5 mil pessoas, 15% superior ao do ano passado, e faturamento recorde de expositores de R$ 1,106 bilhão, a edição de 2012 será lembrada pela superação. Na avaliação do presidente da Cotrijal e da feira, Nei César Mânica, os principais fatores de sucesso foram a maturidade do produtor em buscar alternativas tecnológicas para fugir da dependência climática e a antecipação do evento. “Mudamos o período da feira da segunda para a primeira semana de março, devido a colheita da soja, e acreditamos que isso nos ajudou muito”, afirma.

A resposta positiva vinda das comercializações surpreendeu a todos. Conforme Mânica, havia uma grande expectativa envolvendo o volume de negócios. Embora não esperasse superar o R$ 1,040 bilhão comercializado no ano anterior, ele acreditava em bons negócios porque os agricultores estavam capitalizados e as empresas vieram preparadas com preços atrativos.

Um dos destaques foi a área internacional. Com participação de 71 países, 105 importadores e um volume de negócios de R$ 102,04 milhões, 580,27% superior ao do ano anterior, o espaço demonstrou que os olhos do mundo seguem voltados para a agricultura gaúcha. Mais de 20 jornalistas estrangeiros e diversas comitivas visitaram estandes, fecharam negócios e ajudaram a fazer da feira um sucesso.

Com 468 expositores, nas áreas de máquinas e equipamentos produção vegetal e animal, pavilhões, imprensa, agroindústria familiar, internacional e central, a feira apresentou o que há de mais moderno em termos de tecnologias e as novidades para as mais diversas atividades do campo. Para abrigar todos os expositores, as áreas internacional e de máquinas e equipamentos foram ampliadas em 11 hectares, no local onde antes funcionava o estacionamento dos expositores.

Satisfeitos com os resultados da feira, expositores confirmaram construção de sedes fixas no parque. O Sicredi inaugurou sua casa já neste ano e Banco do Brasil e Banrisul anunciaram construção para a próxima feira. Também na feira deste ano foi lançada a pedra fundamental da construção do Centro de Formação Profissional do Senar, um prédio de três pisos, que terá programação o ano todo.

OUTROS DESTAQUES

Presença de autoridades – A 13ª edição da feira foi bastante prestigiada por autoridades federais, estaduais e da região. O ministro da Agricultura, Pecuária e Agronegócio, Mendes Ribeiro Filho, participou de atividades no parque no dia 5 de março. Também estiveram presentes à Expodireto Cotrijal nesse dia o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia; o governador do Rio Grande do Sul em exercício, Beto Grill; o presidente da Assembleia Legislativa gaúcha, Alexandre Postal; o deputado federal da Polônia Wladyslaw Serafin, representando o Parlamento Europeu; o secretário estadual de Agricultura, Pecuária e Agronegócio, Luiz Fernando Mainardi; o secretário estadual de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Ivar Pavan; o secretário estadual de Desenvolvimento e Promoção do Investimento, Mauro Knijnik; o procurador Geral de Justiça, Eduardo de Lima; o presidente da Fetag, Elton Weber; o presidente da Farsul, Carlos Sperotto; entre outras autoridades.

Eventos – Além dos eventos tradicionais, como o 23º Fórum Nacional da Soja, o 4º Fórum Nacional do Milho, o 8º Fórum Estadual do Leite, o 5º Fórum Florestal do Rio Grande do Sul, o Fórum Bandeirantes de Ideias, o Fórum Cana Rural e o 3º Seminário da Agroindústria Familiar, alguns novos marcaram a 13ª edição da Expodireto Cotrijal: 1º Simpósio de Agroenergia; Fórum do Jovem Cooperativista; reunião conjunta das Comissões de Agricultura do Senado Federal, da Câmara dos Deputados e da Assembleia Legislativa gaúcha para discutir o seguro agrícola.

Espaço da Família Rural – Mantido pela Cotrijal em parceria com a Emater/RS-Ascar, apresentou, em dois hectares, alternativas para a diversificação da propriedade rural e a melhoria da qualidade de vida e da renda das famílias. No Recanto Temático, o cooperativismo de energia elétrica esteve em destaque, resgatando a história da Coprel. E no Pavilhão da Agricultura Familiar, que neste ano abriu espaço para 81 agroindústrias familiares, 50 produtores de artesanato e 15 de flores e folhagens, os expositores comemoraram o incremento de 5% nas vendas em relação ao ano passado, chegando a R$ 440.175,00.

Espaço da Natureza – Estiveram expostos nesse local os tesouros e as curiosidades da natureza, através de uma parceria entre a Cotrijal e o Museu Zoobotânico Augusto Ruschi (Instituto de Ciências Biológicas da Universidade de Passo Fundo). O objetivo dos organizadores do espaço foi sensibilizar os visitantes para o reconhecimento da biodiversidade regional e interagir com os visitantes, proporcionando a troca de saberes sobre a natureza. O trabalho foi dividido entre exposição e apresentação teatral.

Notícias


Patrocinadores Ouro:

Bando do Brasil
Sescoop
Bradesco

Patrocinadores Prata:

Banrisul
Syngenta

Patrocinadores Bronze:

Intacta
Yara
Todos os Direitos Reservados © 2019
Desenvolvido por: BRSIS