Comitiva gaúcha reforça pedido de apoio para amenizar perdas com seca

Comitiva gaúcha reforça pedido de apoio para amenizar perdas com seca
Grupo, entre eles, o presidente da Cotrijal, Nei César Manica, entregou lista de demandas à ministra Tereza Cristina
12/03/2020 edição 2020

A mobilização para cobrar medidas de enfrentamento da estiagem que atinge o Rio Grande do Sul, que ganhou força durante a 21ª Expodireto Cotrijal, em Não-Me-Toque, culminou, nesta quarta-feira, 11, com a entrega de um documento conjunto à ministra da Agricultura, Tereza Cristina, com as reivindicações do setor para amenizar os efeitos da quebra de produção.

O presidente da Cotrijal, Nei César Manica, integrou comitiva que esteve em Brasília, juntamente com o governador Eduardo Leite; o secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho; os presidentes da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), Gedeão Pereira; da Federação das Cooperativas Agropecuárias do Rio Grande do Sul (Fecoagro-RS), Paulo Pires; e da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Rio Grande do Sul (Fetag-RS), Carlos Joel da Silva; o presidente da Assembleia Legislativa gaúcha, Ernani Polo; além de senadores; deputados; representantes de entidades e de bancos públicos e demais lideranças do setor, e avaliou como positiva a agenda com a ministra.

“Estamos dando sequência a um trabalho iniciado durante a Expodireto. A mobilização e união de esforços, em Brasília, deixa claro a urgência de um plano de ação por parte do governo federal, para que os produtores possam honrar seus compromissos e planejar as próximas safras”, declarou Manica.

No encontro, a ministra Tereza Cristina adiantou que o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) vem estudando possíveis soluções com outros ministérios e com os bancos públicos. “É um assunto que não dá para ter uma única resposta. É um conjunto de medidas que poderão ser tomadas e outras que serão estudadas para ver como amenizar esse problema”, pontuou.

O Norte do Estado é uma das regiões que acumula prejuízos no campo com a falta de chuvas desde o final do ano passado. “Essa não foi a primeira frustração de safra, mas reforço que estamos unidos, mobilizados e vamos seguir buscando soluções junto ao governo para minimizar perdas”, tranquilizou Manica.

Entre os pedidos, a principal demanda é a prorrogação dos prazos dos financiamentos de produtores afetados pela estiagem no Estado. Uma nova reunião foi agendada para esta quinta-feira (12), no Ministério da Agricultura, para analisar a viabilidade das propostas apresentadas.

Lideranças e autoridades gaúchas mostraram força em Brasília

Fonte: Assessoria de Imprensa da Cotrijal

Fotos: Joel Vargas/ Agência ALRS



Compartilhar:
Todos os Direitos Reservados © 2019
Desenvolvido por: BRSIS