Espaços vendidos para a Expodireto Cotrijal

Espaços vendidos para a Expodireto Cotrijal
16/11/2009 noticias
Comercialização deve terminar até dezembro. Mostra terá ajustes para promover a agricultura familiar.

Com lançamento previsto para fevereiro, a Expodireto Cotrijal 2010 está com quase todos os contratos de uso de área assinados. Com apenas 14 espaços a confirmar, o indicativo é de ocupação total até dezembro e presença garantida dos 330 expositores na feira, que acontece entre os dias 15 e 19 de março, em Não-Me-Toque. Para o presidente da Cotrijal, Nei Mânica, a antecipação com que as empresas das áreas vegetal, animal e de máquinas e implementos agrícolas garantiram seu espaço confirma o reaquecimento da economia. Esse não é o único bom sinal. Técnicos da Cotrijal, Emater e Fetag trabalham para ampliar tanto o acesso de agricultores familiares como a presença de agroindústrias na Expodireto do próximo ano. A intenção é receber pelo menos 500 excursões de pequenos produtores contra 300 da edição passada. Além disso, mais de 120 estabelecimentos deverão expor seus produtos na 3 Feira da Agricultura Familiar. Para tanto, será preciso captar em torno de R$ 500 mil para subsidiar o transporte dos pequenos produtores e de hospedagem próxima ao parque para quem expõe. Os recursos serão negociados com o governo federal e entidades como Sebrae e Senai. O projeto inclui ajustes que favoreçam as vendas na Feira da Agricultura Familiar, estimulando novas adesões. Um exemplo é a permissão para a oferta de produtos que contenham álcool, como vinho e cachaça. Segundo Mânica, a ideia é que os agricultores possam comercializar esses itens, que seriam vendidos com rótulo de proibição ao consumo dentro do parque. O 1 tesoureiro da Fetag, Nestor Bonfanti, acredita que a medida será eficaz se for permitida a degustação. Ele também defende a adoção de um sistema de guarda-volumes para as aquisições feitas no parque, já que muita gente desiste de comprar porque terá de passar o dia inteiro carregando sacolas. "É uma questão de ajustes para favorecer as vendas." Outra novidade prevista para o próximo ano é a montagem de uma estrutura em condições para oferecer refeição para aproximadamente 2 mil pessoas. Posteriormente, em 2011, a Cotrijal pretende construir novos restaurantes no parque, adiantou Mânica. Fonte: Correio do Povo


Compartilhar:
Todos os Direitos Reservados © 2019
Desenvolvido por: BRSIS