Expodireto atrai visitantes de toda a parte

Expodireto atrai visitantes de toda a parte
A diversidade de tecnologias, inovações e a possibilidade de ampliar conhecimento atrai visitantes de todas as idades e de toda a parte do país e de fora
15/03/2019

Uma simples circulada pelas avenidas da Expodireto Cotrijal dá uma ideia da diversidade de produtos e conhecimentos que a feira oferece para os visitantes, sejam eles produtores, produtoras ou pessoas ligadas a vários outros ramos de atividade. São frequentadores das mais diferentes faixas etárias: dos jovens aos adultos e idosos, e com os mais diferentes interesses, da aquisição de máquinas, equipamentos e veículos, até os resultados de pesquisas das mais diferentes cultivares, onde se inserem também os produtos oferecidos pela agricultura familiar.

Produtores da Cotrijal, Leo e Neide Slaviero, de Tapejara, buscaram informações na área de sementes

Na manhã quente e ensolarada da quinta-feira, 14, passeavam pelo parque o casal Leo e Neide Favareto Slaviero, de Tapejara, produtores de soja. “Eu vim aqui no ano passado, só para participar do Encontro de Empresárias Rurais. Este ano resolvi vir com o marido para conhecer a feira. Chegamos bem cedo, e achamos que tudo está muito bonito”, contou Neide, acrescentando que este ano convenceu o marido, Leo, a vir na Expodireto Cotrijal. Ele, que já havia ouvido falar muito da feira, mas ainda não conhecia. O que apresenta a área de sementes era o maior interesse do casal de produtores da Cotrijal.

Em grupos ou individualmente, e administrando as visitas das mais diferentes formas entre si, as pessoas buscam aproveitar o melhor do dia na Expodireto Cotrijal. Assim foi com Cecília Fátima Godinho Pelegrini, criadora de gado, e residente, no interior de André da Rocha. Também na quinta-feira, ela circulava pelo parque na companhia da cunhada, mas chegou ao parque acompanhada do marido e do irmão. Porém, no interior do parque se dividiram.

“Nos dividimos para ver mais da feira. Enquanto eu vou para um lado, eles foram para outro. Marcamos um lugar para nos encontrar mais tarde. O nosso grupo, aqui, agora é só de mulheres”, brincou Cecília Pelegrini, visitando pela primeira vez a Expodireto Cotrijal, evento que só elogiou.

Cecília Pelegrini veio de André da Rocha, região Nordeste do Rio Grande do Sul

Interesse pelas máquinas

Maria Inácia Vieira Godinho, que planta soja na sua propriedade, e reside na cidade de Lagoa Vermelha, já visitou a feira, considerando a 20ª edição, oito vezes. Ela se interessa por máquinas e implementos agrícolas.

“Eu e meu marido plantamos soja, por isso gostamos muito de olhar as máquinas e os equipamentos que servem para o plantio. A feira está ótima e a gente gosta muito das novidades que tem todo o ano”, esclareceu Maria Godinho.

Como é tradicional a visitação na Expodireto Cotrijal de pessoas que tem interesses comerciais na feira, também se vê a presença de vários grupos de jovens, estudantes, com a atenção voltada para o setor de máquinas. Tudo registrado em celulares, para posterior pesquisa, lembrança da visita ou simplesmente para uma selfie.

Maria Inácia com a neta Sara: em busca de novidades

Fonte: Assessoria de Imprensa da Expodireto Cotrijal



Compartilhar:
Todos os Direitos Reservados © 2019
Desenvolvido por: BRSIS